Qual é o papel da missão hoje no mundo?

A cada 6 anos, a Sede da Congregação das Missionárias Servas do Espírito Santo envia irmãs, em geral de duas a duas, para acompanhar e animar o serviço das missionárias pelo mundo. Neste ano a visitação aconteceu no primeiro semestre de 2018, na qual as Conselheiras Gerais, irmãs Mikaelin e Eleonora puderam acompanhar o trabalho de toda as comunidades e as organizações envolvidas com as irmãs da Província Brasil Norte.

A Irmã Mikaelin Bupu, natural da Indonésia, 29 anos de vida religiosa, trabalhou no Departamento de Computação e Tecnologia da Congregação de Roma e foi Provincial na Indonésia. Em 2014 ela entrou para a Equipe da Direção Geral onde desenvolve diversos serviços.

A Irmã Eleonora Cichon, natural da Polônia, foi para Roma estudar Pedagogia e depois trabalhou na Coreia com crianças de famílias separadas, pessoas com AIDS, na formação e na liderança das irmãs. Em 2014 ela também foi eleita para Equipe da Direção Geral, em Roma.

Elas explicaram que a visitação tem um efeito altamente positivo na vida das irmãs, motivando-as a continuar a missão, que nem sempre é simples de ser realizada. “É como se fosse feito uma rede de conexões, nós trazemos notícias da Congregação e levamos as notícias daqui também, dessa forma aprendemos a ser uma com as irmãs daqui”, disse Ir. Eleonora. “Estamos aqui para animar, partilhar, conviver, escutar, avaliar e ajudar a província em suas necessidades e  reforçar a ligação entre a Sede da Congregação em Roma com a do Brasil”, acrescentou.

 

As irmãs visitadoras disseram que a missão tem um papel muito importante e significativo nos dias de hoje e que ela é um mandato do próprio Jesus, que enviou seus discípulos a anunciar as boas novas, além disso, a missão reforça a espiritualidade, o trabalho social e o diálogo inter-religioso. A missão também promove a construção da paz e o valorização da vida, temas que são trabalhados todos os anos pela Igreja Católica através da Campanha da Fraternidade.

Nesta mesma perspectiva a Congregação definiu 2018 como o “Ano da Comunhão com os Outros”. Em função disto, todas as irmãs, no mundo inteiro, tem se dedicado a construir laços com as pessoas, especialmente de outras religiões e organizações, para que possam trabalhar em prol da sociedade. Em alguns países a Congregação enfrenta um pouco de resistência para o trabalho em conjunto por parte dos grupos religiosos radicais, mas ela tem dialogado e se mostrado abertas para ampliar as relações.

A visita ao Brasil trouxe às irmãs visitadoras uma percepção maior de alguns fatores que precisam ser trabalhados enquanto sociedade: a diminuição da violência e a motivação da Igreja para construir a paz e a valorização da família. Neste sentido, as missionárias têm se dedicado ao ensino pedagógico e aos princípios morais através de seus colégios, onde alunos tem aprendido sobre valores éticos e cristãos e os transmitido para suas famílias.

A Congregação das Missionárias Servas do Espírito Santo da Província Brasil Norte tem realizado diversos trabalhos pelo Brasil. Ao todo são 13 comunidades em 4 estados, prestando serviços de educação, de apoio às comunidades carentes e de periferia, de reintegração de migrantes na sociedade, oferecendo cursos para leigos, aconselhamento de mulheres, entre outros.

Antes de voltar à Roma, as irmãs Mikaelin e Eleonora deixaram uma mensagem de ânimo e encorajamento para todos. Veja a seguir:

Convento Santíssima Trindade

REDES

PASTORAL VOCACIONAL

EVANGELHO

CONHEÇA O VIVAT

Vida Missionária

ESPAÇO ABERTO

ACESSE SEU WEBMAIL

Newsletter

SSpS - Missionárias Servas do Espírito Santo - Província Stella Matutina - Todos os direitos reservados
Rua São Benedito, 2146 - Santo Amaro - São Paulo - SP | Tel. (11) 5687-7229