Entrada de novas aspirantes

As jovens Crislaine, Daiane e Valdirene agora estão mais perto da realização de um sonho: serem Missionárias Servas do Espírito Santo. Há algum tempo elas vem participando de encontros vocacionais, retiros e atividades missionárias para conhecer mais de perto as irmãs e discernir se este é de fato o caminho que elas desejam. Também as irmãs fizeram um processo de acompanhamento vocacional para ver se estas jovens se identificam com a vida missionária.

Assim, elas foram admitidas à formação inicial como aspirantes. Isso significa que agora o caminho está aberto para as próximas etapas: o Pré-Noviciado, o Noviciado e a consagração religiosa.

Todos os cristão, pelo batismo, são missionários, mas para tornar-se uma missionária Serva do Espírito Santo é necessário ter vocação. Isto é, ter sido chamada por Deus para viver uma vida de especial consagração.

A vida missionária consagrada é um caminho de dedicação da própria vida a Deus para o bem das outras pessoas e isso exige preparação. Por isso, a congregação oferece oportunidade para as jovens interessadas conhecerem de perto seu estilo de vida e o estudo necessário para tornar-se uma Serva do Espírito Santo. A formação inicial também passa pela experiência de vida comunitária, oração e serviço missionário.  

 

Celebração de entrada para o Aspirantado

As jovens mudaram-se para a Comunidade Madre Josefa, em Belo Horizonte-MG alguns dias antes da entrada para o Aspirantado e foram recebidas com muita alegria pelas irmãs Francisca, Ashrita, Juliana e Giselda, que fazem parte da comunidade.

No sábado, dia 18 de fevereiro, com a presença da Coordenadora provincial, Ir. Maria Percila Vieira, das irmãs das comuniddes de Belo Horizonte, familiares, o pároco e alguns missionários verbitas, foi feita a celebração eucarística na qual as vocacionadas foram acolhidas como aspirantes.

 

 Principais momentos da celebração 

Durante a missa, Ir. Ashrita, que é da Índia, fez um ritual indiano de acolhimento com dança e flores. Os padres abençoaram as medalhas do Espírito Santo e Ir. Maria Percila as entregou a cada uma para que se lembrem que o Espírito Santo é o amor transformador de Deus que há de iluminá-las durante a formação e lhes dar força e coragem para a missão.

Depois da missa houve uma alegre confraternização com as irmãs da comunidade e das outras comunidades SSpS de Belo Horizonte, os familiares da Crislaine que moram próximos a Belo Horizonte e os demais convidados.

 

Conheça quem são as aspirantes

Daiane Aparecida Cavalcanti:

Com 19 anos, é de Jacareí-SP. Daiane conta que conheceu as Missionárias Servas do Espírito Santo quando Ir. Pushpa, missionária da Índia que está na Província Brasil Sul, com mais duas irmãs visitaram sua paróquia . A partir daí começaram a se corresponder  e a enviar revistas da Congregação para ela.

 
Para Daiane foi muito importante a entrada para o Aspirantado:
 
"Esperei quase cinco anos por este momento. Por conta da idade não pude entrar antes. Mas valeu muito a pena ter esperado. Minha entrada no Aspirantado está sendo um dos
momentos mais importante na minha vida, onde posso ver mais de perto a vida religiosa e
missionária que tanto desejei.
 
Sinto uma sensação de muita alegria, de entrega e compromisso, e o desejo de cada dia mais servir a esse Deus que nos chamou a uma vida de missão e compromisso.
 
Grande é a minha alegria em fazer parte desta família religiosa."
 

Crislaine Mayra Lopes Pereira:

24 anos, é de Divinópolis-MG, e conheceu as Missionárias em uma missão na cidade de Candeias, em 2014 e depois as encontrou novamente em Oliveira. No ano seguinte teve a oportunidade de estar com elas na cidade de de Cana Verde, todas no interior de Minas.

Crislaine dá o seu depoimento:

"O diferencial que percebi nas irmãs é o carinho e a gratuidade em estar a serviço do outro, em cada missão e a dedicação com o povo.

Em Cana Verde, estive em uma missão com a Ir. Yustina, e foi onde percebi mais de perto esta disponibilidade e amor em servir o povo de Deus. Também me chamou a atenção naquele momento (e até hoje), a interculturalidade que é própria do carisma da congregação.

A entrada para o aspirantado foi (e está sendo) muito significativa. Um momento de conhecer melhor e de uma forma mais aprofundada o carisma, o dia a dia da vida e missão que as irmãs realizam. De fato é uma grande mudança de vida, que faz ver e sentir mais de perto o que Deus deseja pra minha história."

 

Valdirene Pereira Silva

É a mais experiente do grupo com 41 anos e seu local de origem é Palmópolis-MG. Valdirene conheceu as irmãs quando ainda era criança quando as missionárias chegaram para começar uma comunidade em Palmópolis, numa região muito carente no Vale do Jequitinhonha. Ela conheceu as irmãs Verônica, Giselda, Maria de Lourdes, Ilma e Cecilia. As irmãs fundaram a ASSOAP (Associação dos Amigos de Palmopolis) e a Creche Abelhinha.

Valdirene conta que Irmã Giselda foi sua professora de religião e,durante a adolescência e juventude, participava dos grupos de catequese, estudo bíblico, formação e outros, sob a coordenação da Irmã Giselda.

Depois Valdirene veio morar em São Paulo e começou a participar de encontros na paroquia da Vila das Belezas, que é administrada pelos padres verbitas e, muitos dos encontros eram organizados e coordenados pelas irmãs Missionárias Servas do Espírito Santo, o que "estreitou ainda mais os laços de amizade e admiração pela congregação e pelas irmãs, crescendo assim o meu desejo de fazer parte dessa família abençoada" - explica.

Para Valdirene, a entrada para o aspirantado significou:

"A realização de um sonho, pois pude receber a graça de ser aceita por Deus e pela congregação para dar mais um passo  na caminhada de formação, partilha, fraternidade...de entrega total ao amor de Deus e aos irmãos, poder contribuir com o anuncio do evangelho...e ajudar aqueles que mais necessitam, testemunhar o amor na vivência da  vida religiosa.

Estou muito feliz, com essa nova etapa da minha vida... E mais feliz ainda pela graça de morar na comunidade com as irmãs que já conhecia, em especial a irmã Giselda que me acompanhou desde a infância e fez parte da minha formação religiosa.

Sou grata pela vida! Dou graças por tantas bênçãos nessa nova etapa de formação. Valeu a pena a longa espera para este novo desafio. Agradeço as irmãs Juana e Lusia que me acompanharam  e por toda a congregação pelas orações e pela acolhida...que Deus Abençoe a todas."

 

"Viva Deus Uno e Trino em nossos corações e no coração de todas as pessoas!"

 

 

 

SSpS - Missionárias Servas do Espírito Santo - Província Stella Matutina - Todos os direitos reservados
Rua São Benedito, 2146 - Santo Amaro - São Paulo - SP | Tel. (11) 5687-7229